Desenvolver propostas de valor atrasa minha startup?

Estive recentemente conversando com os sócios da eGenius – uma empresa que constrói empresas. Falamos sobre propostas de valor e seu processo de design. Um dos pontos discutidos foi: Desenvolver propostas de valor atrasa minha startup? Vamos pensar nisso juntos?

Dizem que startups precisam ser rápidas. Não há tempo a perder. “We’re here to put a dent in the universe” – disse Steve Jobs. Até aqui, tudo bem: Temos pressa. Mas e quanto à direção em que corremos, isso importa? Sim!

Sempre buscamos ser os primeiros em tudo. É um instinto natural. Aquele que correr mais não vai ser pego pelo leão. Evoluímos assim. Em casos de vida ou morte, mesmo importante é correr, mesmo que seja na direção do penhasco.

Sair na frente da concorrência; Feedback o quanto antes: Esses são princípios por trás do impulso de lançar rapidamente. O MVP é importante e ajuda com a validação, mas não é a única dimensão responsável pelo sucesso de uma ideia. Nem tudo é uma corrida contra o tempo.

Nem sempre construir um MVP é a alternativa mais barata. Mesmo sendo o mínimo, ele exige dinheiro, fornecedor ou funcionários e esforço para gerir o projeto. Tudo isso gera apego àquela hipótese. Além disso, muitas startups começam por um MVP, mas a taxa de sucesso ainda é muito baixa. Poucas conseguem provar o seu valor. As que não conseguem morrem.

Value Proposition Design acelera uma startup

O conceito de propostas de valor existe para reduzir os riscos de correr para o lugar errado; é a bússola que nos dá a direção; é a pausa para afiar o machado.

Um prazo para desenvolver propostas de valor sugerido na comunidade é de 12 semanas. Isso é muito tempo para uma startup. Na Crafters nós desenvolvemos a primeira versão do LoveMondays em 8 semanas. Passar 12 semanas trabalhando a proposta de valor parece aumentar para mais do dobro de tempo o prazo para lançamento dessa startup.

Parece que as 8 semanas determinaram o sucesso do LoveMondays. De fato ter uma equipe técnica capaz de construir um produto com rapidez e qualidade é fundamental sim para o sucesso da startup, mas não é suficiente.

No caso da LoveMondays, houve uma grande preparação anterior. A startup já existia há pelo menos 6 meses quando iniciamos o desenvolvimento do produto. Isso permitiu aos fundadores (David Curran e Luciana Caletti) avançar muito mais rápido e com mais segurança no produto.

Mesmo depois de lançar, a proposta de valor continuou evoluindo. O produto hoje é maior do que era antes, na sua primeira versão. A evolução é contínua. Não há sucesso da noite pro dia.

Desenvolver propostas de valor requer bom senso

A criação de propostas de valor pode variar em relação ao tempo que leva. A quantidade de hipóteses, protótipos e testes realizados determina o tempo e o esforço. O próprio conceito de MVP é um tipo de protótipo que é utilizado na validação de propostas de valor. Existem outros tipos muito mais rápidos e baratos. Não dá pra construir um MVP para cada hipótese de mercado. Devemos investir mais apenas nas hipóteses mais fortes e testadas.

***

Na Crafters utilizamos cada vez mais o conceito de propostas de valor. Tanto em nossos projetos como nos de clientes, buscamos sempre agregar essa experiência estratégica. Se a sua startup precisa de ajuda para trabalhar suas propostas de valor, nos procure. Podemos ajudar.

Acesse também o nosso canal no YouTube. Lá temos vídeos sobre este e outros assuntos