O que podemos aprender com Pokémon Go?

Se você não está imerso em uma bolha ou vivendo em uma galáxia distante, certamente já ouviu falar de Pokémon Go, não é mesmo? Afinal, o game de realidade aumentada é febre em todo mundo e é notícia constante na mídia. Porém, não é apenas para se divertir que o Pokémon Go serve: ele também pode nos trazer poderosas dicas de inovação.

Antes de você conhecer essas dicas, vamos saber mais sobre a febre mundial do Pokémon Go?

Pokémon Go: fique por dentro!

Pokémon, abreviatura para Pocket Monsters (algo como monstros de bolso), é uma série animada japonesa que faz muito sucesso no mundo todo. No Brasil, o fenômeno Pokémon viveu seu primeiro auge no início dos anos 2000, impulsionando a audiência do programa infantil Eliana e Alegria na Rede Record.

Recentemente, os pokémons voltaram aos holofotes da mídia com o lançamento do aplicativo Pokémon Go. Trata-se de um game de realidade aumentada para smartphones e tablets, que tem conquistado milhares de fãs em todo o mundo.

O objetivo do game é fazer com que o jogador se torne um verdadeiro mestre Pokémon como os protagonistas do desenho animado, podendo capturar os monstrinhos que ficam espalhados pelas ruas das cidades.

Agora que você já conhece esse fenômeno, vamos ao tema principal!

3 lições aprendidas com Pokémon Go

O que pouca gente percebeu em meio a essa febre, é que o Pokémon Go nos apresenta algumas ideias de gestão. Não consegue ainda associar como o jogo está relacionado com os negócios? Então, confira.

1. A proposta de valor deve estar presente

O Pokémon Go está muito conectado com a ideia de proposta de valor. Isso porque o jogo reúne benefícios para o seu público-alvo, gerando assim a inovação.

Nunca ninguém tinha visto nada parecido com Pokémon Go e por isso o jogo é tão comentado. No mundo dos negócios inovar também é essencial.

2. Um mesmo produto pode focar em públicos distintos

Um produto não precisa ter necessariamente apenas um público-alvo e Pokémon Go nos ajuda a entender isso facilmente.

Afinal, o jogo chama a atenção de quem foi criança nos anos 2000 e assistia ao desenho na TV e também de novos fãs, que são na maior parte crianças, adolescentes (e alguns adultos também), que tiveram pouco contato com o universo Pokémon e que apenas agora estão descobrindo os monstrinhos.

3. É preciso seguir tendências

O game Pokémon Go segue duas tendências já amplamente conhecidas no universo dos games: a monetização e o uso de plataformas mobiles.

Desse modo, podemos tirar como lição de que as tendências devem sempre ser seguidas, porém com um adicional, como a realidade aumentada no caso do aplicativo.

Conseguiu entender como o Pokémon Go está ligado à gestão? Que tal então seguir essas ideias para criar um produto ou serviço tão inovador para a sua empresa? Certamente seus clientes ficaram muito mais motivados e satisfeitos com a sua organização.

Gostou das nossas dicas de gestão envolvendo Pokémon Go? Entçao compartilhe este artigo nas suas redes sociais!